Parte 3 – Forma: Plano

Plano é definido como uma sucessão de linhas sendo uma superfície lisa que se estende em altura e largura (Novos Fundamentos do Design) ou comprimento e largura (Gestalt do Objeto), tendo somente duas dimensões. No exemplo abaixo no primeiro quadrado a medida em que os espaço vazios entre as linhas vão ficando mais estreitos até formar o plano.

Ex.:

Plano formado por linhas

 

 

 

 

Uma linha pode se fechar-se de uma extremidade a outra formando assim um plano delimitado. No espaço, não é possível expressar um plano sem espessura, tem de existir como algo material.

Ex.:

Plano volume

 

 

 

 

Quando o comprimento e a largura predominarem sobre a espessura, poder-se-á considerar a forma percebida como um plano.

Ex.:

Plano mais largo que espessura

 

 

 

 

Um plano pode ser paralelo à superfície da imagem ou inclinar-se e recuar no espaço. Um plano pode compor-se com outros planos para formar objetos.

Ex. 1:

Plano letra G

 

 

 

 

Ex. 2:

Plano formando uma caixa

 

 

 

 

Um plano pode ser sólido ou perfurado, opaco ou transparente, rusgo ou liso.

Ex.:

Planos

 

 

 

 

Uma mancha gráfica de textos é um plano constituído de pontos e linhas de tipos. O exemplo abaixo, um trecho do texto aqui do Sobre Nós do blog. A medida em que afastamos o bloco de texto da nossa visão, vamos percebendo que os espaços entre as linhas parecem tornarem-se menores e com isso, o texto vai se tornando uma mancha gráfica que vamos percebendo como um plano e não mais só como texto. Uma observação, lembrando que os tipos de acordo como são projetados, podem variar tanto de tamanho, forma, peso espessura etc.

Ex 1.:

 

Plano ponto linha e tipo

 

 

 

Ex 2.:

 

Plano mancha textos

 

 

 

Referências: Novos Fundamentos do Design (Ellen Lupton e Jennifer Cole Phillips), Gestalt do Objeto (João Gomes Filho) e Planejamento Visual Gráfico (Milton Ribeiro).

Bem, é isso pessoal. Espero que tenham gostado do post.

Até o próximo.

Willys

Deixe uma resposta